É engraçado, não é?
Quando se é novo, só se quer crescer, e depois só se quer voltar a ser criança.
Nunca me imaginei sem ela, e ai, sem mais nem menos ela foi embora. Ela sempre me dizia que esse tal de para sempre era mentira. E eu, bom, eu apenas escutava e fingia acreditar que um dia esse sentimento acabaria. Mas como eu já disse, ela foi embora. Ela foi e o sentimento permaneceu. E no fim eu até entendi, “para sempre” pra ela não existe, não quando quem sente sou apenas eu.
Uma carta, cujo destinatário sempre é o mesmo - vestigiar.
theme por: romanceais